Maxtroc

Confira o que pode estragar os rolamentos das rodas

O rolamento de roda é um dos componentes que fazem parte da seção inferior do veículo na ponta de seu eixo. Com o tempo, o desgaste é inevitável, confira como diagnosticar.

 

O rolamento é composto por dois anéis, pista, gaiola, retentores e esferas metálicas, blindadas e envoltas em lubrificante. Seu funcionamento ocorre com o atrito dessas esferas com os anéis, onde um anel é fixo e o outro se movimenta. A média de duração de um rolamento original, é de cerca de 75 mil quilômetros, porém há fatores que influenciam na redução dessa vida útil.

Problemas relacionados

Com os anos de uso, o atrito pode romper a vedação do rolamento e comprometer sua lubrificação, ou mesmo, a instalação de forma incorreta pode acarretar problemas com a peça. Outros fatores são a falta de manutenção de pneus, molas, amortecedores, alinhamento e peso excessivo, que influenciam diretamente na longevidade do rolamento.

Pneus

Quando os pneus estão no fim da vida útil ou deformados, o rolamento trabalha forçando sua fixação. Se as rodas estão desbalanceadas, a constante vibração também é responsável por reduzir a vida útil da peça.

Amortecedores

Os amortecedores são responsáveis por maximizar o contato das rodas com o solo, atenuando desníveis e mantendo o carro estável. Com a vida útil próxima do fim, os amortecedores perdem ação, deixando seu movimento livre, sem a resistência interna que permite o movimento de compressão e descompressão controlado.

O resultado disso são rodas sem tração completa, amortecedores chegando ao fim do seu curso e muita vibração com a movimentação vertical das rodas. Isso reflete diretamente nos rolamentos, forçando seu movimento radial.

Alinhamento

O alinhamento das rodas também possui outros componentes: convergência e divergência, caster e cambagem. Muitas vezes ignorados, o ajuste de caster, convergência e divergência influencia na vida útil do rolamento e também de outros componentes da suspensão e tração do veículo.

O carro com as especificações de cambagem, convergência e divergência fora do padrão indicado pelo fabricante, trabalha forçando o rolamento em movimento axial e radial, aumentando seu desgaste.

 

Sintomas

O rolamento danificado produz um zunido de rodagem, por isso é apelidado de “ronco”, é quando a pista do rolamento ou suas esferas já possuem desgaste acentuado e estão entrando em contato de forma desigual internamente.

A evolução do sintoma pode variar. Pode haver folga na fixação das rodas e, eventualmente, se o rolamento se desprender da fixação, a roda pode travar.

Na hora da manutenção do rolamento, verifique também as campanas das rodas dos freios a tambor e pontas de eixo. Lembrando que a média de duração do rolamento pode variar para mais ou para menos de 75 mil quilômetros dependendo da manutenção correta dos componentes de suspensão.

Fonte: https://www.canaldapeca.com.br/blog/confira-o-que-pode-estragar-os-rolamentos-das-rodas/

Escrito por Rafael Micheski

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *